CAMINHO DA (In) FELICIDADE

Queremos vivenciar Amor, Prosperidade, Alegria, mas buscamos isso  atuando numa guerra, nos defendendo, em conflito, prevendo o pior…

São atitudes antagônicas que se anulam. Por que? E como mudar?

Inconscientemente, por medo de perder o que mais sonhamos, bloqueamos, antecipadamente, todas as possibilidades de conquistas.

Perdas, dificuldades, rejeição, abandono, traição, abusos, usurpação, crença de nobreza na pobreza, na castidade, em doar mais que se recebe, no esperar que venha do céu quando formos merecedores e crença de que já nascemos culpados, são a história da própria humanidade, impregnadas em nossas percepções e DNA.

Ufa!

Até mesmo quando tudo vai bem, ficamos aguardando a hora em que tudo vai desmoronar.

Sonhamos com príncipe, mas quando deixa de ser sonho, vem a abençoada des-ilusão e a realidade traz similaridades com relacionamento de nossos pais que desejamos evitar repetir. Abandonamos para não sermos abandonados. Confiar? Nem pensar!

Quando o dinheiro chega, a responsabilidade de ser grande e diferente dos demais de nossos grupos faz com que nosso medo gere perdas, prejuízos…

Não há chances de realizar sonhos desta forma.

Não há mágica para mudar em segundos, dias, nem semanas.

É necessária a decisão de aceitar o passado, limpar o presente e construir com um tijolo de cada vez, em cada momento presente, mas em espirais de aprofundamento, a cada experiência. O segredo de mudar a vida é mudar o caminhar. O segredo não está no destino final e nem numa fórmula, mas sim no caminho e na decisão de caminhar de uma forma diferente do que tem sido até hoje.

Aprender a fluir no movimento natural cosmológico da dança da vida, de contração e expansão, fins e novos começos, com gratidão, inovação, alegria e graciosidade.

Se a vida não flui é porque estamos dançando fora do seu ritmo.

As repetições de fracassos e sofrimentos são opcionais, nada mais que escolhas, que estamos repetindo de nossos antepassados.

Porém temos muito mais e melhores escolhas do que houve no passado. Temos o dever de honrar realizando o que não foi possível anteriormente.

Mas é preciso girar o leme e mudar a direção. “Não tenhamos pressa, mas não percamos tempo”, disse Saramago.

Já vivemos muito tempo no mínimo.

Agora podemos crescer. E juntos. Em tempo récord!

Vamos vivenciar tendo a prova de que podemos escolher que os aprendizados e sucesso venham de forma leve e prazerosa.

Saiba mais Atendimentos    Conexão e Cura Cosmológica

(aula experimental gratuita RJ 20/02/2016)

SERVIÇOS DISPONÍVEIS

Detalhes no link de cada um: