Como o estresse adoece enquanto você assiste TV?

O que ocorre, em segundos, quando você entra em alerta:

  1. Olhos e ouvidos recebem um sinal de alarme;
  2. Cérebro registra o perigo e manda mensagem de alerta ao longo dos nervos;
  3. Músculos contraem-se preparando-se para a ação;
  4. Aumentam o número de batidas do coração e as artérias contraem de modo que o sangue é bombeado mais rapidamente para irrigar os grandes músculos do corpo;
  5. Os produtos químicos do cérebro produzem mudanças hormonais no corpo que viajam pelo sangue para seus alvos, reforçando mudanças físicas que já tenham ocorrrido;
  6. A audição se torna mais sensível;
  7. A pele se torna pálida, pois o sangue é removido de perto da superfície para reduzir perdas de sangue em qualquer possível ferimento;
  8. As mãos e pés se resfriam, pois o sangue é deslocados das extremidadespara os músculos e órgãos vitais;
  9. As pupilas dilatam de modo a aumentar visão periférica e visão noturna;
  10. Os tubos dos brônquios expandem para aumentar a capacidade de curculação de ar;
  11. A respiração se torna mais profunda e rápido, para aumentar oxigenação do corpo;
  12. A pressão arterial aumenta para aumentar carreamento de combustível e oxigênio para cérebro, músculos, coração e outros orgãos vitais;
  13. Glicose é liberadana corrente sanguínea para aumentar produção de energia;
  14. Sistema digestivo fecha de modo que o sangue possa ir para músculos e coração;
  15. A pele sua para resfriar os músculos sobreaquecidos abaixo dela;
  16. Mecanismo de coagulação sanguínea é ativado para possíveis ferimentos;
  17. A produção de células sanguíneas brancas aumenta para defender corpo de possíveis infecções;
  18. A produção de células sanguíneas vermelhas aumenta para carrear mais oxigênio;
  19. Colesterol é liberado no sangue, principalmente no fígado, para fazer resreva de combustível de longa duração, para substituir a glicose, em caso de esgotamento;
  20. Hormônios da tireóide são liberados na corrente sanguínea, acelerando metabolismo, de modo que combustível possa ser queimado em velocidade maior, produzindo, assim, energia mais rapidamente;
  21. Cortisona liberada pelas supra-renais protege contra reações alérgicas;
  22. Endorfina, potente desativador de dor, é liberada na corrente sanguínea pelo hipotálamo de modo que a dor seja bloqueada durante a emergência.

Quando você está prestes a se acidentar, estas reações são de suma importância e lhe protegem, aumentam suas chances de sobrevivência.
Mas, quando você assiste uma notícia negativa na TV e esta se conecta à algum resgitro negativo de sua memória, todo este proceso é ativado e você não utiliza toda esta produção extra de energia, de glicose (gerando diabates), de colesterol, de adrenalina, de hormônios...
Em nosso cotidiano do século XXI isto acontece todos os dias, várias vezes ao dia.
Por isso selecionar melhor nossos hábitos, optando pelos construtivos e exercícios físicos são imprescindíveis. É uma forma de queimar toda a produção denecessária ao invés de produzir gordura no fígado, colesterol, diabetes, hipertensão, dispersão, hiperatividade, hipertireoidismo, pedra nos rins ou na vesícula, prisão de ventre, úlceras e etc.
Quando corpo ou mente estão sob estresse, a circulação sanguínea é afastada das regiões periféricas do crânio e dirigida para os grandes músculos do corpo. Em situações agudas de estresse, este é chamado o mecanismo "lutar ou fugir". Neste momento a região anterior do cérebro, a que funciona de forma mais analítica e menos emocional, torna-se menos atuante. Do contrário, a parte posterior, ativada por instintos e mecanismos de sobrevivência, baseados em memórias e arquivos do passado, reage imediatamente ao estresse, enviando uma cadeia de mensagens químicas através do corpo. As supra-renais enviam adrenalina para a corrente sanguínea, aumentando os níveis de açúcar no sangue e a irrigação do coração, pernas e principais músculos a fim de preparar o corpo para lutar ou para fugir.
Hoje em dia raramente temos que lutar ou fugir fisicamente, mas frequentemente precisamos fazer escolhas criativamente e ativamos, da mesma forma, a química orgânica de maneira instintiva. O que acontece quando seus estresses não são resolvidos?

  • Dor de Cabeça

  • Pressão Alta

  • Arterioesclerose

  • Infecções

  • Câncer

  • Diabetes

  • Alergias

  • Dermatites

  • Herpes

  • Negação (famoso "tá tudo bem")

  • Exaustão mental / Sobrecarga

  • Exaustão física

  • Depressão

  • Apatia

  • Ansiedade

  • Baixa Auto-estima

  • Irritabilidade

  • Síndromes / Pânico e Fobias Úlceras

  • Alterações de apetite

  • Obesidade

  • Náuseas

  • Distúrbios da Tireóide

  • Distúrbios hormonais

  • Distúrbios sexuais

  • Constipação

  • Insônia

Sabemos que o corpo humano em seu estado natural é perfeito e auto-regulável. Parte-se da premissa que o corpo é um sistema complexo e perfeito onde ocorrem, a todo instante, ações-reações multidimensionais, simultâneas e ininterruptas.
Não somos somente o corpo físico, somos mente, emoções e fluxo energético também. Mesmo com alimentação perfeita e exercícios regulares, temos nutrientes roubados por emoções nocivas e atividade mental excessiva. A continuidade de estresse gera somatizações e disfunções nos corpos físico, mental e emocional. Com a continuação, esse padrão de desequilíbrio gera uma Memória Celular e vamos, cada vez, mais entrando num padrão de estresse crônico.
O acúmulo de estresse pode levar a diversas doenças e até à depressão Isto ocorre multidimensionalmente (mente, corpo, campo energético e emoções), simultaneamente e ininterruptamente. Mesmo com alimentação perfeita e exercícios regulares, temos nutrientes roubados por emoções nocivas e atividade mental excessiva.
• Pensamentos geram emoções;
• Emoções geram reações químicas;
• Reações químicas agem no físico;
• Mal estar físico gera pensamentos e emoções negativos;
• O físico transborda para um campo energético;
• O campo energético envolve o corpo e atrai semelhantes .
É um ciclo vicioso do qual sofremos pela grande incidência de situações estressoras, sem que haja tempo de recuperação entre uma e outra. Por isso hoje não há mais como ter sucesso em tratamentos isolados. É necessária uma visão do todo, pois a maioria dos conjuntos de sintomas têm uma mesma causa oculta.


 

Sentir, pensar e agir em harmonia.

Nossas maiores estruturas são o corpo, o propósito e as relações.
  • Relações dentro do corpo entre suas partes e com os corpos mental, emocional, energético;
  • Relação entre seus arquétipos (aspectos de personalidade e papéis sociais);
  • Relações intra e interpessoais.
  • Fluxo em todas as áreas da vida, se retro-alimentando.

Realinhamos estes elementos, de forma sistêmica e multidimensional, para retomar o fluxo da vida e da realização.Viver como num jogo de xadrez, calculando o próximo passo, controlando e administrando reações, gera tensão e compressão.

Sentidos como dores na coluna, articulações, disfunções hormonais, ansiedade, depressão, pânico, obesidade e outros.

Através de dores físicas e emocionais e na vida material, o corpo tenta nos dizer, à todo momento, o que é necessário.

Nosso cérebro assemelha-se a um hardware que opera com softwares (programações). Desinstalamos juntos este software  e instalamos a programação atualizada.

Considerando que nosso software está instalado em rede com o todo, a transferência de dados é ininterrupta e transforma cada célula nossa em cada segundo, sofremos interferências de forma passiva e impotente várias vezes ao dia. As emoções provocam descargas, com emissão de ondas e direito a curto circuito e arquivos fantasmas, vírus e bugs variados.

Somente quando você toma conhecimento, você tem poder de intervenção.

Treine suas partes a seu favor. Está tudo dentro de você.  

Todas as realidades sonhadas/ desejadas já são reais em alguma dimensão de você.

Materializamos a realidade da dimensão que mais alimentamos.