ENERGIA DA SEMANA 23/03/2016 - ECLIPSE * RENOVA-AÇÃO!

Hoje, em especial, peço que leiam até o final e não fiquem restritos só a parte que interessa às nossas mazelas individuais. Peço que leiam até o final, onde trago a reflexão para momento coletivo.  Estamos num momento muito mais crucial e importante do que parece ou de que querem que acreditemos.

Estamos em final de Quaresma (purificação) e, dentro de instantes, acontece o Eclipse, que já vem imprimindo suas energias há alguns dias e deixará efeitos reverberando por meses.

Gosto de sempre lembrar destes macro movimentos coletivos e lembrarmos que nós é que precisamos aprender a dançar a dança da vida, dentro do ritmo interno da vida que pulsa em nós (do coração). Ou então sempre estaremos deparados com estagnação, sofrimento, ansiedade, angústia, vazio interior, tédio e frustrações. Sintoma de quem quer contorcer o fluxo da vida aos seus desejos.

Devemos sim ter desejos. O desejo nos move. Paralelamente, precisamos aprender Inteligência Emocional e Inteligência Espiritual (quântica) para integrarmos tempos, partes, aspectos de personalidades, histórias...

Bem! Mas hoje é um dia especial para deixar ir. Uhuuuuuuuuuuuuuul! Celebremos despedidas. São pessoas e situações que devem ir embora?

NÃO!

São nossas reatividades. Aquelas reações automáticas que repetimos e que não permitem crescimento. Do contrário, nos "protegem, defendem" do crescimento, mantendo a posição da criança assustada, chorona e impotente, a ilusão de que ainda somos pequenos demais para a vida. Medo de sofrer, de falhar, de levar uma bronca se fizer errado. De quem?

RENOVA-AÇÃO!

No centro temos a carta do Julgamento. Momento de Renascimento. Encerre o que for preciso. Não adie.Aja e direcione a ação.

As cartas ciganas dizem que estamos vivendo o Plano Espiritual totalmente no comando. É momento de assumir missão, caminho cármico (aprendizados e crescimento evolutivo).

O momento presente é de foco nos relacionamentos e parcerias. Ficarão as sólidas, consistentes e de trocas justas, equilibradas. Mas o momento é de estabelecer nossas escolhas, nova forma de agir, que vem de nova forma de perceber a vida, a nós mesmos e ao outro.  Não haverá esta mudança nas relações, sem esta mudança interior precedendo. E hoje é o dia para isso.

E o que ganhamos com esta mudança?

Cura de medos e inseguranças, de fantasmas - internos, que se materializam em pessoas e algozes que "contratamos " pra nos assombrar -; curamos a criança interior e podemos receber propostas, convites e notícias auspiciosos e de muita Prosperidade (integralmente falando) e de abundância em todos os sentidos.

Ou seja, curamos a escassez.

Escassez, assim como a Prosperidade, não é um cenário. Mas sim o sentimento diante dos cenários.

Curamos a percepção infantil de que não recebemos/ temos o suficiente para alcançarmos a percepção madura: "O que tem para ser transformado?"

Curamos esta repetição de criação de menos para cocriarmos mais e cada vez mais. Criação de soluções, da vida.

Curamos a nossa criança e lhe damos carta de permissão para sonhar novamente e se doar, acreditar, vibrar, amar. Pois já estamos aqui, grandes e prontinhos para REALIZAR!

Em total sintonia com nossas cartinhas, abaixo trecho de ontem Marcelo Dalla . Leia completo no link de seu Blog.

"O eclipse ocorre no eixo dos relacionamentos, Áries/Libra. Os temas em evidência são:
 
Eu e o outro
 
Independência e interdependência
 
Confrontar e agradar os outros
 
Autonomia e cooperação
 
Ação e inação
 
Sobrevivência individual e vida social civilizada
 
Obstinação e compromisso
 
Concorrência e partilha
 
Coragem e segurança
 
Singularidade e amabilidade
 
Liberdade e compromisso
 
Solidão e relacionamento
 
Determinação e indecisão
 
Verdade e diplomacia"  

Hoje (AGORA) é dia de meditar e fazer listas. Do que me despeço?

E, ao invés de fazer lista de sonhos ou de projetar o futuro, faça melhor:vivencie sensações de um novo presente. JÁ!

Visualize-se no dia 23/03/2016, neste horário exato em que está lendo, vivenciando, com detalhes, sua vida, como é hoje, porém com todos os problemas que você cocriou, substituídos pelas soluções e pelo sentimento de alegria e satisfação consigo mesmo.

Deixe esta imagem evoluir, como cenas de um filme, por si só, sem controlar. Vá percebendo o que aparece.

Depois, sim, anote. Você saberá o que é, de fato, importante, nesta RENOVA-AÇÃO.

SEJAMOS FELIZES  AGORA!

Dentro disso, não poderia deixar de abordar os temas coletivos.

  • Não só a política, mas outros temas de segurança pública, descaso e desrespeito;

  • Não só do Governo - porque o governo é gente como a gente -, mas da forma como tratamos o que ameaça o plácido conforto quando adentra nosso portão do que, ilusoriamente, acreditamos que é particular, propriedade nossa;

  • Não só do ser humano, mas de toda a Natureza. Ainda não compreendemos que não se pode jogar lixo fora. Porque não tem "fora". Já deveríamos ter percebido que tudo nos retorna, todos os lixos. Inclusive raivas, agressividades que projetamos em cima das figuras públicas ou dos grupos dos "errados". Há 2016 anos alguém veio nos ensinar que tudo volta e que tudo é um.

  • Não só no Brasil, mas no planeta, temos movimentos de expurgação - que passa primeiro pela re-velação- do velho para que haja espaço para o novo, acontecendo.

E o que é o novo?

A-haaaaaaaaaaaaaaaa!

O novo é uma nova forma de caminhar. Sugiro , dentro da energia de nossas cartas e do Eclipse, algumas sugestões de reflexão para esta nova forma de caminhar que envolve parcerias consistentes e trocas justas:

  • A formação de uma nova consciência e postura política, onde as diferenças e polaridades sejam dissolvidas gradualmente, tal como fazemos com trabalho de autoconhecimento individualmente. Ou seja, respeitar todas as diferenças e integrar ao invés de separar. Reunir forças, criar um terceiro olhar. Ao invés de esquerda e direita - conceitos altamente ultrapassados e agressivos - uma visão para frente com liderança circular (Informação é poder e rigidez por ignorar é inimigo da evolução. Sugiro leituras sobre os temas já não tão novos assim, mas pouco explorados: Massa Crítica, Liderança Circular, Dinâmica da Espiral, Visão Sistêmica Organizacional etc. Separei alguns vídeos informativos na lista Gaya) ;

  • Maior respeito e exigir este respeito, impor limites, com os irmãos que têm opiniões opostas a nossa. Aprender com a diferença. Respeitar e acolher o ser humano. Curar nossas agressividades e insatisfações para não usar temas calorosos para “descontar” em outros;

  • Refletirmos sobre o que nos nutre. Não só a comida, mas as notícias, de forma sonora, relações… Do que estamos nos nutrindo? A quem estamos dando o poder de preencher nossos conteúdos? Onde foi parar o amor ao nosso corpo, à nossa saúde (física, mental, emocional) e a responsabilidade com o que internalizamos? Teria sido na cultura dos medicamentos, que silencia? Onde? Em que momento deixamos de honrar nossa responsabilidade sobre nosso próprio bem estar e decidimos nos isolarmos em caixas (apartamento, automóvel particular, quarto do hotel na viagem…)

  • Refletir como podemos exercer papéis - mais humanitários e ecológicos - em nossos grupos. Um tema urgente é o tratamento do lixo. Pensemos que tudo nos retorna e repensemos o conceito de lixo, pois - em verdade - nada é lixo. Tudo precisa ser integrado. A visão de que algo é lixo denota omissão e descaso NOSSO com o que acontece depois.

  • Direi algo forte, mas é para refletirmos juntos (e me incluo): Será que não aprendemos a tratar seres humanos, também (não só os assolados pela miséria, mas os criminosos, os políticos, os “errados”) como lixo? 2016 anos não foram suficientes?

  • O quanto somos coerentes em pequenas ações e escolhas diárias - como mudar de calçada dependendo de quem venham em nossa direção - com o que pregamos? O quanto esperamos isto apenas das autoridades? Por que não saímos da zona de conforto de termos a quem culpar e não assumimos autoridade por mudanças em nossos grupos? Por que ainda priorizamos sermos aceitos e “normais”, comuns?

com profundos respeito e gratidão,

Namaste

COMO RENOVAR PROFUNDAMENTE?


 

Sentir, pensar e agir em harmonia.

Nossas maiores estruturas são o corpo, o propósito e as relações.
  • Relações dentro do corpo entre suas partes e com os corpos mental, emocional, energético;
  • Relação entre seus arquétipos (aspectos de personalidade e papéis sociais);
  • Relações intra e interpessoais.
  • Fluxo em todas as áreas da vida, se retro-alimentando.

Realinhamos estes elementos, de forma sistêmica e multidimensional, para retomar o fluxo da vida e da realização.Viver como num jogo de xadrez, calculando o próximo passo, controlando e administrando reações, gera tensão e compressão.

Sentidos como dores na coluna, articulações, disfunções hormonais, ansiedade, depressão, pânico, obesidade e outros.

Através de dores físicas e emocionais e na vida material, o corpo tenta nos dizer, à todo momento, o que é necessário.

Nosso cérebro assemelha-se a um hardware que opera com softwares (programações). Desinstalamos juntos este software  e instalamos a programação atualizada.

Considerando que nosso software está instalado em rede com o todo, a transferência de dados é ininterrupta e transforma cada célula nossa em cada segundo, sofremos interferências de forma passiva e impotente várias vezes ao dia. As emoções provocam descargas, com emissão de ondas e direito a curto circuito e arquivos fantasmas, vírus e bugs variados.

Somente quando você toma conhecimento, você tem poder de intervenção.

Treine suas partes a seu favor. Está tudo dentro de você.  

Todas as realidades sonhadas/ desejadas já são reais em alguma dimensão de você.

Materializamos a realidade da dimensão que mais alimentamos.