ESTRESSE E SINDROME METABOLICA - A SUPER DOENÇA DO SECULO XXI

 

O famoso estresse é muito mais poderoso que pode parecer.
Já escrevi muito e muitas vezes anteriormente sobre o que é Estresse ecomo ele adoece enquanto assistimos TV, por isso vamos direto ao ponto:
O estresse é um mecanismo natural de alerta. Ao nos depararmos com situações de solução desconhecida, ativamos o instinto natural LUTAR (motivação para criação = estresse positivo) ou FUGIR (adiar, não querer ver, se sentir menor que o problema, impotente = estresse negativo).
Quando passamos o dia com diversas situações estressoras, passamos boa parte de nosso tempo no trânsito e, para relaxar, assistimos noticiário e cenas de brigas e intrigas na novela, fazendo-nos ressentir raivas, mágoas e culpas... mais estresse à vista.
O organismo não tem tempo de recuperação e acabamos por sofrer de estresse crônico.
Seria pouco, se além do estresse psicoemocional, não acontecesse, também, um processo biofísico que resulta em outro bioquímico e que, em repetição, resulta em memória celular e até mesmo em reprogramação do DNA para pedir por mais emoções similares.
Vamos entender como acontece de forma bem simples.
Para preparar o corpo para "lutar", que pode se traduzir em estar pronto para enfrentar problemas/ desafios e criar soluções, o organismo produz uma série de hormônios e reações químicas que visam garantir a sobrevida; produção de hormônios, de glicose, de cortisona e de colesterol extra é iniciada em segundos.
Com isso, a insulina também aumenta em quantidade, como forma de garantir o equilíbrio. Quando este estado de estresse se torna crônico, o corpo começa a adaptar-se e pode pedir por mais doce e mais alimentos em geral para gastar esta insulina. Com esta sobrecarga geral e desequilibrio, o corpo começa a desenvolver resistência a insulina e processos inflamatórios. Estes podem desencadear em irritabilidade, medo e, em última instância em sintomas como:

  • Obesidade
  • Ansiedade ; Pânico
  • Síndrome dos Ovários Policísticos
  • Acne
  • Diabetes
  • Hipertensão
  • Varizes
  • Doenças cardiovasculares e outros

O processo é muito rápido e progressivo. Apesar de todo o avanço da ciência em garantir-nos cura das doenças antigas, o corpo desenvolveu novas, de dentro para fora e em larga escala.
Sem exercício físico não gastamos aquela produção extra toda de energia e ela continua sendo fabricada. Além disso, os tratamentos isolados com medicamentos trazem como consequência o estresse oxidativo do corpo que acarreta em envelhecimento e, às vezes, em novas doenças. Por isso falamos de Síndrome metabólica.
Médicos americanos detalharam recentemente que poucas horas de sono ou sono sem relaxamento profundo comprometem produção de melatonina que é fundamental para produção de enzimas digestivas e outras que desembocam na produção de hormônios que acabam por comandar todas as reações químicas do organismo. 
A Medicina tradicional é indispensável para ajudar-nos a curar doenças, mas a proposta é que tenhamos informação e oportunidade para reconhecer os efeitos do estresse antes de a doença acontecer. Pensemos em saúde e não em doença.
Existem tratamentos revolucionários, podemos reprogramar a memória celular a partir de remodulação natural com essências vibracionais, atuando sobre o DNA sutil, alquimia quântica. Por enquanto, vamos cuidar de nosso corpo conhecido com mais amor e muito, muito carinho. 


 

Sentir, pensar e agir em harmonia.

Nossas maiores estruturas são o corpo, o propósito e as relações.
  • Relações dentro do corpo entre suas partes e com os corpos mental, emocional, energético;
  • Relação entre seus arquétipos (aspectos de personalidade e papéis sociais);
  • Relações intra e interpessoais.
  • Fluxo em todas as áreas da vida, se retro-alimentando.

Realinhamos estes elementos, de forma sistêmica e multidimensional, para retomar o fluxo da vida e da realização.Viver como num jogo de xadrez, calculando o próximo passo, controlando e administrando reações, gera tensão e compressão.

Sentidos como dores na coluna, articulações, disfunções hormonais, ansiedade, depressão, pânico, obesidade e outros.

Através de dores físicas e emocionais e na vida material, o corpo tenta nos dizer, à todo momento, o que é necessário.

Nosso cérebro assemelha-se a um hardware que opera com softwares (programações). Desinstalamos juntos este software  e instalamos a programação atualizada.

Considerando que nosso software está instalado em rede com o todo, a transferência de dados é ininterrupta e transforma cada célula nossa em cada segundo, sofremos interferências de forma passiva e impotente várias vezes ao dia. As emoções provocam descargas, com emissão de ondas e direito a curto circuito e arquivos fantasmas, vírus e bugs variados.

Somente quando você toma conhecimento, você tem poder de intervenção.

Treine suas partes a seu favor. Está tudo dentro de você.  

Todas as realidades sonhadas/ desejadas já são reais em alguma dimensão de você.

Materializamos a realidade da dimensão que mais alimentamos.