O amor e o tempo

Queremos nossos sonhos, os mais complexos, realizados Já! Agora!

Há uma pressão, que não passa de uma forma pensamento coletiva, de uma autovalidação no momento em que estiver com a família ideal, um companheiro que "sirva" para ser apresentado a família e amigos dizendo "Olha, eu consegui!".

Os sonhos, claro, serão baseados em tudo o que nossas antepassadas não conseguiram. Aqui coloco no feminino mesmo, pois o arquétipo da mãe, internamente, está diretamente relacionado ao nosso vivenciar dos relacionamentos afetivos.

É uma forma de dizer "Olha, mamãe, aprendi direitinho com você. Dei os mesmos passos que você deu e consegui realizar seus sonhos por você."

O que acontece?

O óbvio. Vamos atrair experiências parecidas até dizermos É... Não dá certo ser igual mamãe, até porque carrego em mim DNA de papai, tenho que ser EU".

Aí começa um longo e complexo processo, pois não aceitaremos mais metades. Se estamos na busca por sermos inteiros e autênticos, queremos algo assim também.

A seletividade aumenta.

Mas aí vem o tempo e a ilusão que a linha de chegada se aproxima, a idade máxima para ser mãe, e ainda não conseguimos.

Nem paramos para questionar se não é hora de reformular estes sonhos. Por que querer casar? Por que querer filhos? Se quiséssemos mesmo, já não teríamos adotado ou buscado uma opção?

O tempo vai correndo e precisamos encontrar logo este bode expiatório que vai bancar todos os nossos sonhos.

E os sonhos vão ficando mais complexos ao mesmo tempo, ao passo que, equivocadamente, atribuímos todos os "fracassos" das tentativas anteriores à conduta do outro.

Cada vez mais vais e ratificando a crença de que é difícil de que não há pessoas qualificadas, que não mereço. afinal, se merecesse, já teria encontrado.,

Pensamentos automáticos e a ilusão do tempo.

O tempo, na verdade, é uma ilusão para facilitar a nossa mente racional que é um tanto limitada.

Mas, se estes sonhos forem da alma, precisamos ir para o tempo de alma. E o tempo de alma é a eternidade.

É verdade que posso me lapidar agora sim.

É verdade que preciso estar à altura desta pessoa tão qualificada que desejo encontrar.

É verdade que vale ir no passado e abençoar, agradecer, não só aprendizados, mas os bons momentos e prazer das relações anteriores, mesmo as mais breves.

É verdade que é preciso, agora, ajustar os sonhos ao ser que nos tornamos.

É verdade que nossos sonhos são nossos e lamentar o que não foi realizado pelo outro é muito injusto. O outro não tem esta obrigação. Nunca teve.

A relação - por mais difícil que seja aceitar isso - foi coconstruída.

É verdade que não podemos ser obsessores encarnados deixando nossos sonhos lá com o outro como forma inconsciente de magia mental para que ele venha e se mantenha ligado a nós.

Mas é verdade que não existe tempo.

Queremos hoje! Agora!

Mas não estamos no presente.

Como seria possível?

Trocamos o hábito de viver pelo hábito de ansiar, de querer trazer de guindaste o futuro para o presente. Mas com a mente no passado e nas dores.

Como podemos atrair uma relação leve e feliz se nós mesmos não estamos assim, se não encontramos esta alegria dentro de nós mesmos?

Tudo tão claro...

Mas ainda queremos exigir do outro e fazer um milagre, torturar a realizadas até que ela mude.

E, sim, ela pode mudar. Até mesmo o passado. Mas internamente.

E, para isso, primeiro passo é trazer de volta nossos sonhos e poder de realização de volta do outro para nós mesmos.

Isso sim. Agora!

Dia 26/4 estaremos reunidos para executar isso. Mas repito sempre que a prática do Ho’oponopono são sempre um grande e bom início. É preciso mudar esta perspectiva do amor que precisa possuir pro amor que liberta, que compreende.

A mensagem de ontem foi em vídeo, está no youtube, uma constelação que é, na verdade, para todos.

Nesta ocasião, foi trazia a música Overjoyed, de Stive Wonder que pode nos inspirar esta retomada de poder pessoal e alegria.

Não pelo que diz a música, mas por honrarmos este sentimento nosso expresso nelas e depois decidirmos mudar.

Link da música https://letras.mus.br/stevie-wonder/43181/traducao.html

 

Eclesiastes 3

"Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.

Há tempo de nascer, e tempo de morrer; tempo de plantar, e tempo de arrancar o que se plantou;

Tempo de matar, e tempo de curar; tempo de derrubar, e tempo de edificar;

Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar;

Tempo de espalhar pedras, e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar, e tempo de afastar-se de abraçar;

Tempo de buscar, e tempo de perder; tempo de guardar, e tempo de lançar fora;

Tempo de rasgar, e tempo de coser; tempo de estar calado, e tempo de falar;

Tempo de amar, e tempo de odiar; tempo de guerra, e tempo de paz.

Que proveito tem o trabalhador naquilo em que trabalha?

Tenho visto o trabalho que Deus deu aos filhos dos homens, para com ele os exercitar.

Tudo fez formoso em seu tempo; também pôs o mundo no coração do homem, sem que este possa descobrir a obra que Deus fez desde o princípio até ao fim.

Já tenho entendido que não há coisa melhor para eles do que alegrar-se e fazer bem na sua vida;

E também que todo o homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho; isto é um dom de Deus.(...)”

D'eus.

Sejamos nós e em nós. Atemporal. Dentro.


 

Sentir, pensar e agir em harmonia.

Nossas maiores estruturas são o corpo, o propósito e as relações.
  • Relações dentro do corpo entre suas partes e com os corpos mental, emocional, energético;
  • Relação entre seus arquétipos (aspectos de personalidade e papéis sociais);
  • Relações intra e interpessoais.
  • Fluxo em todas as áreas da vida, se retro-alimentando.

Realinhamos estes elementos, de forma sistêmica e multidimensional, para retomar o fluxo da vida e da realização.Viver como num jogo de xadrez, calculando o próximo passo, controlando e administrando reações, gera tensão e compressão.

Sentidos como dores na coluna, articulações, disfunções hormonais, ansiedade, depressão, pânico, obesidade e outros.

Através de dores físicas e emocionais e na vida material, o corpo tenta nos dizer, à todo momento, o que é necessário.

Nosso cérebro assemelha-se a um hardware que opera com softwares (programações). Desinstalamos juntos este software  e instalamos a programação atualizada.

Considerando que nosso software está instalado em rede com o todo, a transferência de dados é ininterrupta e transforma cada célula nossa em cada segundo, sofremos interferências de forma passiva e impotente várias vezes ao dia. As emoções provocam descargas, com emissão de ondas e direito a curto circuito e arquivos fantasmas, vírus e bugs variados.

Somente quando você toma conhecimento, você tem poder de intervenção.

Treine suas partes a seu favor. Está tudo dentro de você.  

Todas as realidades sonhadas/ desejadas já são reais em alguma dimensão de você.

Materializamos a realidade da dimensão que mais alimentamos.