SEDUÇÃO

Hoje quero falar de Sedução.

Acho que falta um pouco mais de culto e utilização da sedução no cotidiano.
Não falo só afetiva ou sexualmente. 
Não. Não!
Falo de seduzir a todo instante. Ser interessante para seu alvo.
Isso se aplica a relações diversas: seu chefe, fornecedor, cliente, amigos, namorado(a) e até seu animal doméstico.
Meus gatos seduzem a todo instante e, para ter um pouco de atenção deles, é preciso seduzi-los. É preciso ser mais interessante do que o que eles já tem em mãos - a eles mesmos.
Observei e trouxe para a vida cotidiana.
Vejo no Facebook e no consultório, diariamente, pessoas com expectativas não atendidas, formulando verdades sobre o comportamento do outro. Falsidade, Superficialidade blá blá blá.
A grande verdade resume-se a que esta pessoa não fez o que você queria. E ela não fez o que você queria porque isso não era o mais interessante para ela.
Primeiro, porque - antes de qualquer coisa, todos - inclusive alguém fora de nosso umbigo - têm direito de escolha.
Segundo, porque talvez você não tenha se mostrado interessante.

Lembro-me de uma cena do filme nacional “Avassaladoras” - que gosto bastante - em que a protagonista é orientada por um amigo experiente conselheiro a exercitar a sedução. Na primeira experiência, ela consegue uma degustação, dicas, desconto e sorrisos com o dono da loja de vinhos.
E assim é a vida.
Quando ficamos depositando nosso contentamento nas atitudes alheias, ainda é um comportamento da criança que chora pra ganhar o Todinho, o colo, o brinquedo...
Mas já temos ferramentas mais eficientes, basta desenvolver.
SEDUÇÃO!


 

Sentir, pensar e agir em harmonia.

Nossas maiores estruturas são o corpo, o propósito e as relações.
  • Relações dentro do corpo entre suas partes e com os corpos mental, emocional, energético;
  • Relação entre seus arquétipos (aspectos de personalidade e papéis sociais);
  • Relações intra e interpessoais.
  • Fluxo em todas as áreas da vida, se retro-alimentando.

Realinhamos estes elementos, de forma sistêmica e multidimensional, para retomar o fluxo da vida e da realização.Viver como num jogo de xadrez, calculando o próximo passo, controlando e administrando reações, gera tensão e compressão.

Sentidos como dores na coluna, articulações, disfunções hormonais, ansiedade, depressão, pânico, obesidade e outros.

Através de dores físicas e emocionais e na vida material, o corpo tenta nos dizer, à todo momento, o que é necessário.

Nosso cérebro assemelha-se a um hardware que opera com softwares (programações). Desinstalamos juntos este software  e instalamos a programação atualizada.

Considerando que nosso software está instalado em rede com o todo, a transferência de dados é ininterrupta e transforma cada célula nossa em cada segundo, sofremos interferências de forma passiva e impotente várias vezes ao dia. As emoções provocam descargas, com emissão de ondas e direito a curto circuito e arquivos fantasmas, vírus e bugs variados.

Somente quando você toma conhecimento, você tem poder de intervenção.

Treine suas partes a seu favor. Está tudo dentro de você.  

Todas as realidades sonhadas/ desejadas já são reais em alguma dimensão de você.

Materializamos a realidade da dimensão que mais alimentamos.